Get Adobe Flash player

alt

Marco Antônio da Rosa (Marquinhos)

Partido: PSDB

Telefone: (51) 9134.3687

E-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. / Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.  

Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Facebook: http://www.facebook.com/marco.a.darosa

 

            Eleito com 1.410 votos, o vereador Marco Antônio da Rosa (Marquinhos) está em seu quinto mandato. Antes de ser bacharel em Direito, Marquinhos foi professor de educação física e policial civil. Na Polícia, tornou-se recordista em apreensão de drogas e nunca respondeu processo por corrupção, obtendo várias portarias de louvor e atingiu o ápice da carreira na função de Comissário de Polícia.

            Como político, foi o mais votado em três eleições consecutivas, além de ser recordista na aprovação de projetos. Entre eles: Padaria Comunitária (administração atual vai empregar no Bairro Colina Verde); Albergue das Mulheres Agredidas; IPTU pago em 24 parcelas; proibição do fumo em repartições públicas; criação da Lei das microlotações; eleição direta para diretores de escola; vinda da 2.ª Delegacia de Polícia; informatização da 1.ªDelegacia de Polícia.

            Quando presidente da Câmara, no período 2001/2002, cortou vários gastos no legislativo. Entre eles: ida de vereadores a congressos; telefones celulares; utilização do carro do legislativo; além de não pagar subsídio para vereadores que não permaneciam até o final da sessão. Criou o Projeto Tribuna Democrática, para participação popular; autorizou a CPI das microlotações; economizou, pela primeira vez, um milhão e duzentos mil reais. O valor foi aplicado na compra de um micro-ônibus para APAE; na campanha antidrogas em todas as escolas municipais; no pagamento do salário dos funcionários do Hospital Getúlio Vargas, que estava em atraso.

            Ficaram no caixa, 750 mil reais para a construção do prédio do legislativo com a planta licitada, além do terreno. Ainda, foi doado um automóvel para órgão de segurança. Foi o presidente a gastar o menor índice do duodécimo enviado ao legislativo. Atualmente, é professor de Direito Penal e atua no Escritório de Advogacia da família.

 

Pesquisa

Horários

Segunda à Sexta

das 12:15 ás 18:15 horas

Sessões:

Terças e Quintas às 19:00 horas